sábado, 9 de outubro de 2010

MAIS UMA: Prefeito de São Domingos do Cariri votará em Ricardo

sábado, 9 de outubro de 2010

O prefeito da cidade de São Domingos do Cariri, José Ferreira (PSDB), anunciou neste sábado ao PARAIBAONLINE que tomou a decisão de votar no segundo turno no candidato a governador Ricardo Coutinho, da Coligação Paraíba Unida, ao contrário do que fez no primeiro turno, quando optou pelo governador Maranhão, apesar de ser filiado ao PSDB.

José Ferreira disse que o apoio a Maranhão foi firmado através de um documento, onde constam reivindicações para a cidade que administra.

Conforme o prefeito, o deputado Trocolli Júnior (PMDB) foi à sua região dizer que “eu tinha comido dinheiro de Maranhão, o que é mentira.”

Ele disse que ficou desapontado com essa postura e com o descumprimento das reivindicações, razão pela qual decidiu seguir a orientação do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Proporcionalmente, Maranhão teve em São Domingos uma das maiores vitórias do primeiro turno.


Da Redação com ParaíbaOnline

Sem apoio, Paraíba pode ficar de fora do Campeonato Brasileiro e dirigente culpa o Governo do Estado

“Vergonha nacional”. Esse é o título do documento enviado à redação do Paraíba Já pelo presidente da Federação Paraibana de Beach Soccer (futebol de areia), Ailton Cavalcanti, que denuncia a falta de apoio do Governo do Estado ao esporte paraibano.

No documento, o dirigente conta que, mesmo possuindo dois jogadores pertencentes à Seleção Brasileira de Futebol de Areia, a Paraíba está seriamente ameaçada de disputar o Campeonato Brasileiro por falta de apoio do Governo Estadual. A competição reunirá as melhores seleções do país e acontecerá entre os dias 11 e 23 de novembro, em São Paulo.

“A Paraíba possui atualmente dois jogadores campeões mundiais pela Seleção Brasileira, o Dino Tambaú e o Wagner, e sequer somos respeitados e ouvidos. Isso é um verdadeiro absurdo! É lastimável saber que, enquanto falta dinheiro para o esporte, milhões de reais são jogados fora, pelo ralo, queimados com fogo de artifícios”, observou o desportista, acrescentando que este ano pode ser a primeira vez que a Paraíba pode ficar de fora do Campeonato Brasileiro de Futebol de Areia.

Ailton conta, ainda, que esteve reunido ontem (8) com o secretário de Esportes e Juventude da Paraíba, Cristiano Zenaide, na tentativa de sensibilizar o Governo do Estado, mas não obteve sucesso.

“Na verdade fiquei de boca aberta com o que ouvi do secretario (Esportes). Ele revelou que secretaria não tem receita disponível e que há dois meses o Estado não repassa recursos para a secretaria. Aliás, o secretário contou que os recursos mensais foram reduzidos pela metade após a sua nomeação e posse e que, por isso, está devendo há mais de dois meses aos fornecedores. O secretário foi taxativo ao afirmar que está sem crédito no mercado e sem condições de dirigir a secretaria daquela maneira”, narrou o presidente.

Por fim, o documento enviado pelo dirigente revela que a Federação Paraibana de Beach Soccer, a partir de agora, passa a apostar todas suas fichas na Prefeitura de João Pessoa e no que diz a Constituição Federal. “Vamos procurar a Prefeitura em busca de apoio e, se não obtivermos êxito, nos basearemos no que diz o artigo 217 Constituição Federal para lutar por nossos direitos”, destacou Ailton Cavalcanti.

O que diz a Constituição Federal

Art. 217. É dever do Estado fomentar práticas desportivas formais e não-formais, como direito de cada um, observados:

I - a autonomia das entidades desportivas dirigentes e associações, quanto a sua organização e funcionamento;

II - a destinação de recursos públicos para a promoção prioritária do desporto educacional e, em casos específicos, para a do desporto de alto rendimento;

III - o tratamento diferenciado para o desporto profissional e o não- profissional;

IV - a proteção e o incentivo às manifestações desportivas de criação nacional.

§ 1º - O Poder Judiciário só admitirá ações relativas à disciplina e às competições desportivas após esgotarem-se as instâncias da justiça desportiva, regulada em lei.

§ 2º - A justiça desportiva terá o prazo máximo de sessenta dias, contados da instauração do processo, para proferir decisão final.

§ 3º - O Poder Público incentivará o lazer, como forma de promoção social.



Fonte: ParaíbaJá

NESTE DOMINGO: Globo Rural conta a história da rainha do pífano na Paraíba


O Globo Rural de domingo conta a história de Zabé da Lóca, a rainha do pífano de Monteiro, na Paraíba. A reportagem é da Helen Martins.

Foi pitando um cigarrinho que ela recebeu a equipe de reportagem. “Eu fumo, mas meu fumar é pouquinho”, falou dona Zabé.

Zabé da Lóca é tocadora de pífano, uma flauta tipicamente nordestina. Você vai acompanhar uma caminhada até a antiga casa da dona Zabé. São cerca de 200 metros, num caminho que, normalmente, traz muitas lembranças.

Você vai conhecer a Lóca, a caverna onde dona Zabé viveu por 25 anos e ver como a descoberta da música está mudando a vida de muita gente do assentamento onde ela mora.

No domingo, o Globo Rural começa às 8h.



Fonte: Agência Brasil

Ala pró-Serra do PV quer cargos e ensaia rebelião contra Marina

As críticas de Marina Silva ao apetite do PV por cargos, reveladas ontem pela Folha, provocaram uma rebelião no comando do partido. Próxima ao PSDB, a cúpula verde ameaça boicotar a convenção marcada para o dia 17 e anunciar apoio a José Serra na semana que vem, à revelia da ex-presidenciável. Seria um tiro no pé para os verdes, pois sem Marina, o partido fica sem expressão política.

Marina foi duramente atacada em reunião organizada às pressas pelo presidente da sigla, José Luiz Penna, em Brasília. Participaram cerca de 20 pessoas, algumas com cargos no governo paulista comandado pelos tucanos e na Prefeitura de São Paulo, administrada pelo DEM. A senadora não foi chamada para a reunião.

No encontro fechado, o grupo de Penna acusou a candidata derrotada à Presidência de "desrespeitar" a cúpula do partido, ao qual se filiou em agosto de 2009.

Marcos Belizário, que integra a equipe do prefeito Gilberto Kassab (DEM), disse que Marina teria demonstrado desprezo pela direção partidária. "Do meu ponto de vista, foi uma grosseria dela. Eu me senti ofendido", disse.

Os dirigentes traçaram uma estratégia para demonstrar poder e minar os planos da senadora, que tem indicado que pretende se declarar neutra no segundo turno.

Penna convocou uma reunião da Executiva Nacional do partido na próxima quarta-feira, em Brasília. O encontro pode precipitar a decisão da legenda, que havia sido adiada para o dia 17, a pedido da candidata.

Na Executiva, em que Marina tem apenas 10 de 60 votos, a tendência é pela aprovação do apoio a Serra, mesmo que os filiados sejam liberados para tomar outras posições em caráter pessoal.

Para reduzir a desvantagem numérica, a senadora havia convencido a cúpula partidária a transferir a decisão sobre o segundo turno a um colegiado mais amplo, com a participação de ambientalistas, religiosos e militantes do Movimento Marina Silva, incluindo delegados sem filiação ao PV.

Ontem, a Folha revelou que, em reunião fechada com aliados, Marina criticou o apetite de dirigentes do partido por cargos. Ela ironizou a notícia de que o PSDB ofereceria quatro ministérios em troca do apoio a Serra.

"Quatro ministérios pro PV... Caramba! Do jeito que tem gente aí, basta pensar num conselho de estatal, já estaria muito bom. Certo? Tem esse tipo de mentalidade", disse a senadora.

Marina pretende divulgar hoje uma versão resumida de seu plano de governo, a ser entregue aos candidatos Serra e Dilma Rousseff (PT).

A senadora dá sinais de que pretende influenciar o debate eleitoral e arrancar compromissos dos dois presidenciáveis sem se comprometer com apoio a um deles.

Se a ideia for levada à frente, Marina dirá que deu sua contribuição ao país e que quem votou nela no primeiro turno agora pode julgar livremente as promessas de Dilma e Serra para fazer sua escolha. Na visão de aliados, a senadora poderia dividir seu eleitorado e perder o discurso de terceira via ao declarar apoio a PT ou PSDB.

Para cientista político, trunfo é de Marina não do PV

Para o cientista político Marcus Figueiredo, professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticas da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), o apoio de Marina é importante para os dois candidatos.

"É uma pessoa que saiu do primeiro turno com 20 milhões de votos. Ela pode sinalizar uma direção para esse eleitorado. É claro que tem uma parcela que votou nela não porque estava insatisfeita com a Dilma e que pode voltar para ela (a petista). Outros que foram para o Serra também podem voltar. A questão é aquele miolo duro do eleitorado que foi para a Marina, que não tem convicção nem em direção ao Serra nem em direção à Dilma. É aí que o debate crucial vai acontecer. Para onde vai esse eleitor? Se esse pessoal anular o voto, Dilma será favorecida. Serra precisa muito mais conquistar voto do que Dilma", diz Figueiredo.

Segundo ele, não houve uma "onda verde" no segundo turno. Houve uma "onda Marina". "O PV não cresceu com nenhum deputado. Absolutamente irrelevante a votação do Partido Verde, exceto em relação à Marina", diz o cientista político.

Na quinta-feira, Marina cancelou reunião com a direção do PV e não fez aparições públicas.

A assessoria de Penna disse que ele não foi localizado.


Da Redação com Folha de S. Paulo

Xuxa ganha processo contra Google

Xuxa venceu uma ação contra o Google para não ter mais o seu nome vinculado à pedofilia no maior site de buscas do mundo.

Quem digitasse as palavras "Xuxa" e "pedofilia" no Google teria acesso a 50.100 textos e vídeos e mais 21.400 fotos da apresentadora, de acordo com a coluna de Lauro Jardim na revista Veja. Parte desse material online era com a apresentadora nua ou em cenas de sexo, do polêmico filme que a apresentadora fez em 1982.

Agora, por determinação judicial, o Google terá que tirar do ar todas essas referências. Caso a empresa não faça isso, a multa será de R$ 20 mil por cada resultado em desacordo com a decisão. Isso sem contar por mais outros R$ 20 mil por foto ou vídeo da apresentadora "sem vestes".


Da Redação com R7

Morre no Hospital da Unimed, em João Pessoa, fundadora do Armazém Paraíba

Morreu na noite dessa sexta-feira (08), no Hospital da Unimed, em João Pessoa, a empresária e fundadora do Armazém Paraíba, N. Claudino. Nicéia Claudino que tinha 85 anos, e há alguns meses fazia tratamento contra um câncer.

Nicéia era casada com Gonçalo Pinheiro Torres e juntos tiveram cinco filhos: Liane, Leone, Luciano, Leinaldo, Liziane e Cecília.

Dona Nicéia como era chamada em Cajazeiras, também foi professora por muitos anos do Colégio Dom Moisés Coelho.

Todas as lojas da rede fecharam no dia de hoje em luto pela morte da sua fundadora.

O seu sepultamento acontecerá neste sábado (09), no Parque das Acácias em João Pessoa.


Da Redação com Diário do Sertão

Cássio revela que Maranhão contratou ex-ministro como advogado só para prejudicá-lo

O senador eleito Cássio Cunha Lima (PSDB) revelou que o governador José Maranhão (PMDB) contratou um novo advogado para atuar no seu recurso de registro de candidatura que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo Cássio, o novo advogado é ex-ministro daquela Corte e foi contratado apenas com o intuito de prejudicá-lo.

“Zé Maranhão contratou advogado só para tentar me prejudicar no TSE. E trata-se de um ex-Ministro da Corte Eleitoral. Porque tanta perseguição?”, indagou o tucano no seu miniblog twitter neste sábado (9).

O recurso de Cássio chegou a entrar em pauta de última hora e foi retirado logo em seguida pela falta de dois ministros titulares para julgar o seu pedido de registro de candidatura. Durante entrevista ontem em Campina Grande, o senador eleito disse que está tranqüilo e que confia na justiça brasileira.

Cássio revelou ainda que está empenhado na campanha de Ricardo Coutinho e que neste sábado fará visitas a diversas cidades do Sertão do Estado. “Estou viajando agora para o Sertão. Neste 2º turno é dormir tarde e acordar cedo. À vitoria ! Bom feriado para todos. Estarei trabalhando”, postou o senador paraibano Cássio Cunha Lima.


Da Redação com politicapb

Vital Farias decide apoiar Maranhão e afirma que projeto do governador é o melhor para o Estado


Candidato ao Senado nas eleições deste ano, o músico Vital Farias (PCB) anunciou na noite de ontem (08) que vai trabalhar para que o governador José Maranhão (PMDB) seja reeleito. “Estou muito feliz por fazer isso. O apoio já está sacramentado”, declarou Vital, que obteve 58.460 votos em 3 de outubro.

“Meu apoio passa pela questão humana e pela sensibilidade de José Maranhão, porque quem eu tenho um carinho muito grande. É um homem que nunca traiu ninguém. É um sertanejo grandioso”, afirmou Vital Farias ao ser perguntado sobre o porquê do apoio ao peemedebista neste segundo turno.

Ele lembrou que sempre se referiu a Maranhão com muito respeito. “Ele (Maranhão) não é prepotente, ama o sertanejo e as coisas do Sertão”, ressaltou o músico, que recebeu o governador em casa, no Bairro do Róger, em João Pessoa, na noite desta sexta-feira.

Sobre orientar as 58.460 pessoas que votaram nele no último dia 3, a abraçar a campanha à reeleição de Maranhão, Vital disse que seus votos foram naturais e que se essas pessoas tiverem a coragem que ele teve de se candidatar, “de fazer justiça”, votarão no governador.

Disse também que irá mostrar que o projeto de governo de Maranhão é o melhor e mais construtivo para o Estado. “A gente vai trabalhar para ganhar a eleição”. Vital Farias fez questão de deixar claro que sempre teve uma postura independente e que a decisão de apoiar a reeleição do governador é individual.


Da Redação com Assessoria

Polícia Federal abre 40 inquéritos para apurar crime eleitoral no Estado da Paraíba

A Superintendência da Polícia Federal na Paraíba instaurou mais de 40 inquéritos para apurar a prática de crime eleitoral durante o primeiro turno das eleições na Grande João Pessoa.

Conforme balanço preliminar divulgado pela PF, nas duas últimas semanas foram instalados mais de 30 inquéritos e há pelo menos 10 pendentes, esperando instauração para apurar indícios de crimes eleitorais.

Segundo o delegado Derly Brasileiro, chefe da Delegacia de Defesa Institucional (Delinst) e coordenador das operações especiais da PF durante o período eleitoral, os inquéritos foram instaurados esta semana, a maioria deles relativos ao período do 1º turno da campanha eleitoral, com um número bastante elevado de denúncias de ofensa à honra, como calúnia, injúria e difamação contra os candidatos.

“Havia uma grande quantidade de solicitação de inquéritos que foram instaurados e já começamos a proceder às investigações. No decorrer da semana vamos fazer um levantamento geral da quantidade geral de inquéritos em todo o Estado, a partir dos que foram instaurados nas delegacias de Campina Grande e Patos”, comentou o delegado.

Outros inquéritos relativos ao processo eleitoral já estão em tramitação na PF, no entanto, o delegado preferiu não detalhá-los, alegando que todos eles correm protegidos pelo segredo de justiça, para não atrapalhar o andamento das investigações.


Da Redação com jornalcorreio

Em Campina Grande, mais quatro Prefeitos declaram apoio a Ricardo Coutinho, que já soma 10 adesões


Mais quatro prefeitos declararam apoio a candidatura de Ricardo Coutinho (PSB) ao Governo do Estado, na tarde dessa sexta-feira (8), durante encontro com lideranças políticas, realizado pela Coligação Uma Nova Paraíba, em Campina Grande. Desde segunda-feira (4), dez prefeitos romperam com o candidato a reeleição e anunciaram que vão votar e trabalhar para eleger Ricardo o novo governador da Paraíba, nesse segundo turno das eleições.

Os prefeitos de Bom Sucesso, Gilson Cavalcante de Oliveira (DEM); de São José dos Cordeiros, Fernando Queiroz (PSDB); Serra Redonda, Marcelo Andrade (PSDB); e de Lagoa, Demys Borges (PSC), foram ao evento declarar o apoio a Ricardo.

Já haviam anunciado adesão ao projeto politico de Ricardo, outros seis prefeitos. Os gestores dos municípios de Esperança, Nobinho (PTB); de Cubati, Dimas Pereira (PP); de Casserengue, Genival Bento da Silva (DEM), o Dinda; de Caturité, José Gervázio da Cruz (DEM); de Igaracy, Celino Farias Brasileiro (PSDB) e de Poço Dantas, Itamar Moreira Fernandes (PMDB).

Ao lado de Cássio Cunha Lima (PSDB), Ronaldo Cunha Lima (PSDB) e Efraim Morais (DEM), Ricardo Coutinho agradeceu a cada um dos prefeitos e a todos os que foram ao local manifestar o apoio a sua candidatura do socialista. Ele destacou o carinho das pessoas e disse estar muito feliz com cada demonstração de esperança depositada no projeto que ele representa.

“O nosso governo vai ser feito de parcerias. Nós queremos fazer um governo parceiro. A era da perseguição e do atraso vai ficar para trás definitivamente. Vamos juntos, companheiros, de mãos dadas, construir uma nova Paraíba, com democracia e desenvolvimento para todos”, declarou.

O Centro de Convenções do Hotel Garden ficou pequeno para receber a multidão que foi ao local para manifestar a vontade de construir um novo Estado. Prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas de toda a Paraíba fizeram questão de ir ao encontro afirmar o apoio a Ricardo.


DA CIDADE DE MARI

O Ex-Prefeito de Mari - Marcos Martins, compareceu ao evento acompanhado de seus Assessores Wagner Ribeiro, Dedé e aliados da cidade. Na foto, Dedé, Wagner Ribeiro, Edilson e o Ex-Vereador Biu de Aquino.


Fonte: Assessoria

Em horário eleitoral noturno, Dilma e Serra repetem temas


Os dois candidatos à Presidência da República repetiram temas durante o horário eleitoral noturno da sexta-feira. Tanto Dilma Rousseff (PT) quanto José Serra (PSDB) se disseram "a favor da vida". Ela rebateu boatos de que seria favorável ao aborto, e ele disse que sempre condenou o aborto.

Dilma iniciou o horário eleitoral, condição para o candidato que registrou mais votos no primeiro turno, de acordo com a Justiça Eleitoral.

Estou sofrendo na pele uma das campanhas mais caluniosas que o Brasil já viu"Dilma Rousseff, durante o horário eleitoralEla afirmou que, no segundo turno, fará uma campanha em favor da vida e reclamou dos boatos de que seria favorável ao aborto . "Estou sofrendo na pele uma das campanhas mais caluniosas que o Brasil já viu".

No programa, os eleitores de Dilma foram instruídos a entrar no site da candidata e obter material para rebater os e-mails que acusam a petista de defender o aborto. "Infelizmente, uma corrente do mal tem usado a rede para espalhar anonimamente mentiras contra Dilma. Não acredite neles, Dilma é uma mulher honesta, que respeita a vida e as religiões."

O programa destacou aliados eleitos nos estados, e mostrou declarações de apoio de Jaques Wagner, reeleito para o governo da Bahia; o ex-ministro Tardo Genro, eleito no Rio Grande do Sul; de Sérgio Cabral, reeleito no Rio; Renato Casagrande, senador eleito pelo Espírito Santo; Cristóvam Buarque, senador reeleito no Distrito Federal; entre outros. "A votação de domingo não deixa dúvidas. Dilma tem muito mais apoio popular e também muito mais apoio político", disse o locutor.

Ela voltou a apresentar as propostas que destacou no primeiro turno: prometeu avançar no Programa Minha Casa Minha Vida, criação de creches, e priorizar a segurança pública.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também defendeu Dilma: "O que aconteceu comigo no passado, no submundo da política, dizendo que eu ia fechar as igrejas, mudar a cor da bandeira. Mas hoje as pessoas tem mais liberdade religiosa, mais comida na mesa e melhor salário."

Assim como Dilma, o ex-governador José Serra também exibiu mensagens de apoio dos governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB); do Paraná, Beto Richa (PSDB); e de Santa Catarina, Raimundo Colombo (DEM). O ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB), eleito para o Senado, pediu votos para Serra.

No programa, Serra exibiu o discurso feito após a definição do segundo turno, no qual ele elogiou Marina Silva, que ficou em terceiro lugar na disputa. Ele disse respeitar o meio ambiente e o direito à vida e afirmou: "Não mudo de opinião em véspera de eleição.

Serra nunca se envolveu em escândalos e sempre foi coerente. Sempre condenou o aborto e defendeu a vida"Narrador do programa de José SerraLogo na sequência, o narrador criticou o PT em vários aspectos e disse que Serra "nunca se envolveu em escândalos e sempre foi coerente. Sempre condenou o aborto e defendeu a vida."

O tucano voltou a mostrar propostas que defendeu no primeiro turno: reajuste do salário mínimo para R$ 600 e 13º para quem recebe o Bolsa Família.

Ao final do programa, o narrador citou que "o último presidente desconhecido" eleito foi Fernando Collor, mas que Itamar Franco conseguiu melhorar a situação. Destacou a imagem de Fernando Henrique, segundo a propaganda, estabilizou a economia, e disse que Lula, que também tinha história, conseguiu dar continuidade.



Fonte: G1

BAYEUX-PB: Adolescente morre no hospital após ser espancada pelo ex-companheiro

A adolescente Marcilene Rosendo da Silva de 17 na faleceu na noite de sexta-feira (8) no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa , após ter sido barbaramente espancada pelo ex-companheiro Jailson Soares dos santos.. O fato aconteceu na noite do último dia 1º.

Segundo relato dos familiares da jovem, na noite do dia 1º Marcilene Rosendo estava na casa dos pais dela quando chegou o ex-companheiro. Os dois tinham um relacionamento de cinco anos, mas nos últimos meses eles estavam brigando muito e tinham se separado.

Jailson morava no bairro do São Bento em Bayeux e ela morava no bairro do Sesi, na rua em frente a Igreja de São Sebastião. Ele tentando se reaproximar, alugou um quartinho na rua que fica por traz da igreja. Na sexta-feira ele a convidou para ir ao quartinho e os dois saíram juntos da casa dos pais dela, fizeram um lanche numa lanchonete da Avenida Liberdade e por volta da meia noite foram para o quartinho.

A vizinha do quarto contou ao pai da adolescente que ouviu quando ele disse ‘agora vamos acertar as contas’ e em seguida aumentou o som e foram ouvidos barulhos estranhos. Depois de algum tempo, ele saiu e pediu o celular da vizinha emprestado e fez uma ligação, depois voltou para casa e trancou a porta e a vizinha chamou o pai de Marcilene que até ao local arrombou a porta e encontrou a filha desmaiada.

Os familiares pensaram que a adolescente estava morta, chamaram a polícia que por sua vez chamou a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol). Mas quando os peritos examinaram a garota viram que ela estava viva. A jovem levada para o hospital do povo e depois transferida para o Trauma.

Por volta do meio dia desta sexta-feira (8) os médicos anunciaram que ela teve morte cerebral. A suspeita é que ela foi espancada, levou pancadas na cabeça e ele tentou estrangular a menina. A Polícia já foi avisada da morte da jovem e agora vai realizar investigações e buscas para prender o acusado pelo crime.

Com informações do repórter Jonas Batista

O conteúdo deste Blog é protegido. A cópia do conteúdo está autorizada desde que seja citada a fonte. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.